quinta-feira, 28 de maio de 2015

28 de Maio Dia Internacional da saúde da mulher e Dia Nacional combate à mortalidade materna



O dia 28 de maio foi instituído como o Dia Internacional de Ação pela Saúde da Mulher no IV Encontro Internacional da Mulher e Saúde (1984, Holanda). Na oportunidade, a realização do Tribunal Internacional de Denúncia e Violação dos Direitos Reprodutivos revelou que a questão da mortalidade materna era um grave problema de saúde pública em quase todo o mundo.

Na região latino-americana e caribenha, a data de 28 de maio foi referendada como dia de luta contra a mortalidade materna no V Encontro Internacional Mulher e Saúde (1987, São José da Costa Rica). O dia 28 de maio passou a ser um dia de mobilização para a formação de Campanhas contra a Mortalidade Materna (com temáticas diferentes a cada ano) e de Comitês de Prevenção da Mortalidade Materna, na estrutura dos governos.

No dia 28 de maio de 1988, com o objetivo de denunciar os altos índices de morbidade e mortalidade materna, principalmente nos países menos desenvolvidos,  a  Rede Mundial de Mulheres pelos Direitos Reprodutivos e a Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe deram início a Campanha Mundial pela Saúde da Mulher e de Combate à Morbimortalidade Materna. 

Segundo a OMS, entre 115 mil e 204 mil mulheres morrem anualmente em países pobres, devido a abortos mal feitos. O aborto inseguro é uma realidade na região, onde se estima que cerca de uma em cada 4 mortes maternas se deve a complicações do aborto. Em países onde o aborto é permitido por lei, as mulheres têm 275 vezes mais chances de sobreviver do que nas nações onde a prática é proibida.

Desde 1996, o Dia Internacional de Ação pela Saúde das Mulheres é pautado  pela defesa do pleno exercício dos direitos sexuais e dos direitos reprodutivos das mulheres. Essa data foi referendada também pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um dia de ação pelos direitos sexuais e pelos direitos reprodutivos das mulheres.

No Brasil, o Ministério da Saúde definiu o dia 28 de maio, como o  Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Em  2003, através da Portaria nº 652/GM do gestor federal, foi instituída a Comissão Nacional de Mortalidade Materna. Essa comissão é responsável por identificar problemas regionais e elaborar estratégias para solucioná-los. Em 2004, foi estabelecido o Pacto Nacional pela redução da morte materna e neonatal, do qual 25 estados brasileiros são signatários.

A despeito das ações tomadas pelo governo brasileiro, a real magnitude da mortalidade materna ainda é desconhecida.  O Ministério da Saúde estima que ocorram mais de 3.000 óbitos de gestantes e puérperas por ano. A razão entre a mortalidade materna e o número de bebês nascidos vivos ainda é alta, cerca de 66 mães morrem a cada 100.000 bebês. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera como elevados os índices acima de 20 óbitos maternos por 100 mil nascidos.

Entre as causas dessa taxa elevada de mortalidade materna está o aborto ilegal, inseguro, feito sem as mínimas condições técnicas e de higiene. A despeito da interdição legal e da punição religiosa (para a religião católica, a penalidade é a excomunhão), a realização do aborto inseguro continua ocorrendo cotidianamente no país.


O aborto clandestino é o quarto maior responsável por morte materna no Brasil. Estima-se que sejam realizados anualmente, cerca de 1,5 milhão de abortos ilegais no país, dos quais perto de 400 mil terminam em internação e um número grande, não estimado, em morte. As regiões Norte e Nordeste são as que apresentam os maiores índices.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Corrida da João César, em Contagem: muita comemoração na vitória de Lucas Prado

Parabéns ao meu netinho Lucas Prado. Ele ficou em 1º lugar em sua categoria, na 10ª edição da tradicional Corrida da João César de Oliveira. Fiquei rouca de tanto torcer.
A competição foi disputada no sábado, em mais uma realização da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude de Contagem, pilotada com competência e muito trabalho por Paulo Prado.
"O esporte é tratado como prioridade em Contagem. Trouxemos campeonatos regionais e nacionais de diversas modalidades para a cidade. A Corrida da João César já faz parte do calendário dos principais corredores de Minas Gerais. O contagense aprova e participa do evento. Nosso objetivo principal é despertar na população a cultura da prática de exercícios físicos", afirmou Paulo.

Foram 3.000 atletas inscritos na corrida de rua que já se tornou referência em disputas do gênero em Minas Gerais. Dividida entre provas de cinco e dez quilômetros, além da caminhada de dois quilômetros, fez sucesso a maratoninha, exclusiva para crianças.




Paulo Prado ressalta a importância da corrida para o calendário esportivo da cidade. "Os atletas de todo o Estado já se acostumaram a disputar a corrida em Contagem. A premiação é interessante, incentiva os atletas a participarem. Além disso, a comunidade contagense também se mobiliza para participar das corridas menores, uma forma de se exercitar e socializar".











Premiação Especial - A Categoria Portadores de Necessidades Especiais (PNEs), na prova de 10 km, foi dividida em cinco classes: Cadeirantes, Amputados Membros Inferiores, Visual, Mental e Auditivo. Os três primeiros colocados, no masculino e no feminino, em cada uma destas categorias foram premiados com um troféu especial e prêmios em dinheiro. 

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Exercita Contagem completa dois anos de sucesso


Programa contribui com a melhoria da saúde e leva atividades físicas e diversão a todas as regiões da cidade

O programa Exercita Contagem completou dois anos de atividades, alcançando plenamente seus objetivos junto ao público que participa das aulas. A comemoração do aniversário levou cerca de 3 mil praticantes do Exercita, de várias regiões da cidade, para um aulão que ocorreu durante o lançamento do Programa Brigada da Limpeza 2015. Realizado pela prefeitura, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Selju), o Exercita conta hoje com 25 núcleos espalhados por praças, parques e ginásios cobertos da cidade.
Segundo o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Paulo Prado, o Exercita Contagem se transformou em uma política pública de bem-estar físico para a população. "Hoje, a prefeitura consolida um dos maiores programas de esporte dos últimos tempos no município. Caiu no gosto popular, é prático de se realizar e está se transformando em um bem público irreversível para a população". Prado informou que o objetivo é ampliar o número de núcleos. "Diversas comunidades estão pedindo um núcleo em sua região para se exercitar. Vamos buscar recursos para ampliar e atender esta demanda".
O Programa Exercita Contagem possui 25 núcleos e conta com 47 monitores entre educadores físicos e estagiários de Educação Física, que orientam e auxiliam os moradores a praticarem corretamente as atividades. "Todas as equipe de cada um dos 25 núcleos atuam em parceria com o pessoal da saúde, buscando promover o bem-estar de quem quer se exercitar nas praças, parques e ginásios cobertos. O conceito é que esta atividade física, a aeróbica, seja sempre um complemento da saúde, pois atua na prevenção de doenças, na redução de peso e do estresse, além de levar diversão e alegria aos espaços públicos", explica Paulo Prado.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Pimentel lança Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais em Minas Gerais

Iniciativa inédita no estado, com o objetivo de fortalecer e promover o desenvolvimento industrial, é apresentada durante comemoração do Dia da Indústria 2015

(Foto: Distrito Industrial de Uberlândia) 

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, lançou, na noite desta quinta-feira (21/5), durante a comemoração do Dia da Indústria 2015, em Belo Horizonte, uma importante e inédita ação para renovar e fortalecer a indústria mineira: o Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais.
O plano foi desenvolvido pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
O programa tem como principal objetivo alavancar o desenvolvimento industrial no estado, tornando Minas Gerais cada vez mais atrativa para as indústrias. Entre as estratégias do plano estão a organização da infraestrutura de ponta, o aumento da atratividade dos DIs em relação ao mercado e a promoção da competitividade industrial, estruturando um ambiente de cooperação.
“Assinamos, aqui, um acordo com a Fiemg e o Sebrae para fazer um diagnóstico e começar um programa de modernização dos distritos industriais. Minas possui 53 distritos industriais e não conhecemos a real situação deles”, ressaltou o governador em seu discurso.
Segundo o governador, o trabalho irá avaliar as principais potencialidades e os setores produtivos, além das necessidades de infraestrutura. Em seguida, o programa identificará, entre os 53 DIs da Codemig, quais são os espaços prioritários que receberão as primeiras ações de revitalização e modernização, considerando competividade, critérios de vendas, atratividade e plano de atração de empresas.

Muito trabalho
Pimentel reconheceu os desafios encontrados pela nova gestão estadual para recuperar a economia. O governador ressaltou, no entanto, que somente com muito trabalho, transparência e união dos esforços o Brasil terá um futuro melhor.
“Nós tínhamos que cuidar desse dever de casa, preparar a nossa estrutura econômica, a nossa capacidade de trabalho para esse enorme desafio que está posto para todos os países do mundo. O nosso desafio é começar a resolver as questões que já podiam ter sido resolvidas e já podiam estar nos ajudando a superar esse momento e vencer esse patamar”, afirmou.
O governador ainda destacou as ações realizadas pelo governo em busca de recuperar não só a economia, mas garantir o avanço na qualidade de vida e nos serviços prestados à população mineira. Entre elas estão os grupos de trabalhos formados para superar a crise da água no Estado, para a revisão e simplificação tributária estadual, os projetos para a recuperação da malha viária, para a melhoria do sistema prisional e o acordo histórico com os profissionais da educação – assinado na última semana.
“Vamos olhar para frente. Vamos construir o Brasil e a Minas Gerais que nós queremos e merecemos. Não faltará trabalho nem empenho para a gente sair da situação em que estamos e construir o futuro que nós e nossos filhos e netos merecemos”, finalizou.

Confiança
Apesar das dificuldades vividas pelo setor nos últimos anos, o presidente da Fiemg, Olavo Machado, também demonstrou confiança na força da indústria para promover crescimento, transformação e inclusão social em Minas por meio de ações em parceria com o Governo, como o programa lançado nesta quinta-feira.
“Minas Gerais também precisa avançar. E nessa empreitada contamos com a liderança e o comando do governador Fernando Pimentel. Queremos que nos lidere na caminhada que nos levará a conquistas ansiadas há décadas e até séculos pelo povo mineiro: a construção de uma economia e de uma indústria fortes, diversificadas, modernas e capazes de agregar valor ao produto mineiro”, destacou Olavo Machado.
Também participaram da cerimônia o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, e os secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Atamir Rôso, de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, e de Turismo, Mário Henrique Caixa, além de presidentes de autarquias, prefeitos e empresários.

Etapas do Programa
A primeira etapa do Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais será o mapeamento do Estado, obtendo dados cadastrais e informações sobre os 53 DIs e as empresas instaladas em cada um deles. Nessa fase, a Codemig adotará um modelo que envolva a comunidade local, sobretudo escolas de engenharia, economia e administração.
Por meio de contrato com universidades e outras instituições de ensino da região, serão produzidos relatórios sobre as empresas para todos os distritos industriais, com ênfase em informações, como tipo de atividade, porte das empresas, arrecadação e escoamento da produção. Este convênio permitirá uma interação efetiva do setor acadêmico com os distritos, envolvendo alunos, professores, entidades associativas e outros representantes locais.
Na segunda fase, o plano prevê a avaliação socioeconômica dos municípios e das cadeias produtivas atendidas pelos DIs, abrangendo dados diversos, como localização, PIB do município, renda per capita e por setores, população, empregos gerados por setor econômico, escolaridade e profissão da população empregada, arrecadação de ICMS, inserção no mercado internacional (exportações, importações e investimento direto estrangeiro), estrutura logística e atividades industriais desenvolvidas no local.
A terceira etapa envolve a análise dos distritos selecionados como prioritários, avaliando infraestrutura, logística, governança e competitividade industrial. Já a quarta fase compreende a proposição do Plano Diretor de Revitalização dos distritos selecionados e das empresas industriais neles presentes.
Por fim, o quinto momento consiste na execução desse planejamento, abarcando itens como qualificação de fornecedores, serviços de apoio à indústria, desenvolvimento das cadeias produtivas, infraestrutura, segurança, meio ambiente e atração de investimentos.
O programa será executado a partir de junho deste ano. Até novembro, estão previstas a entrega das ações referentes ao sistema de gestão patrimonial e ao mapeamento das empresas. A partir de fevereiro de 2016 deverão ser desenvolvidos os planos diretores dos distritos selecionados. O programa seguirá até 2018, durante toda a atual gestão de Governo, que vem valorizando a integração, a parceria e a regionalização, na busca do desenvolvimento socioeconômico.

22 de maio Dia Internacional da Biodiversidade

Data incentiva ações sobre importância da preservação da biodiversidade no planeta


Manter viva a biodiversidade frente ao impacto humano, responsável pela degradação de habitats, poluição e mudanças climáticas, é um grande desafio. Por isso, a ONU (Organização das Nações Unidas) determinou 22 de maio como o Dia Internacional da Biodiversidade. A ordem é conscientizar e preservar!

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Iº SEMINÁRIO UTRAMIG DE MEIO AMBIENTE 2015


Gestão de bacias hidrográficas; recuperação de áreas degradadas; reaproveitamento de resíduos sólidos; plantas medicinais e frutos do cerrado; transferência de tecnologia e gestão do conhecimento para melhorar a qualidade de vida do cidadão, na cidade e no campo; Meio Ambiente e a sustentabilidade para o novo milênio.
Estes são alguns dos temas das palestras e oficinas do Iº SEMINÁRIO UTRAMIG DE MEIO AMBIENTE 2015, que será realizado nos próximos dias 9, 10 e 13 de junho, na sede da Fundação, na Avenida Afonso Pena, em Belo Horizonte.
Além de cerca de 100 alunos do curso de Meio Ambiente da Fundação, o Seminário vai reunir referências mineiras quando o assunto é Meio Ambiente: os professores, doutores e pesquisadores Paulo Martins, Doutor em Ciências da Terra; Fernando Madeira, Doutor em Ciência e Engenharia de Materiais; Cláudio Cançado, Doutor em Ecologia e Recursos Naturais, Eli Cezar, especialista em Recuperação de Áreas Degradadas e Ronaldo Lima, especialista em reaproveitamento de resíduos sólidos.
Com duas palestras e oficina da água, ministrada por técnicos da Copasa e da planta, por técnicos do IEF, haverá também debates nas noites de terça e quarta-feira, dias 9 e 10. O Seminário será encerrado no sábado, dia 13, com a realização da oficina de reaproveitamento de resíduos, comandada pelo professor Ronaldo Lima.
O encontro tem por objetivo subsidiar as discussões sobre o tema Meio Ambiente, no sentido de ampliar a contribuição da Utramig na construção de uma “Sociedade Sustentável”. Durante o Seminário, além da discussão de questões ambientais, será estimulado o planejamento e a troca de experiências, com o intuito demudar hábitos e melhorar as práticas para reverter os indicadores atuais.
Segundo o professor Fernando Madeira, um dos coordenadores do evento, o objetivo também é propor a realização de negócios entre alunos e empresas convidadas, estimulando o desenvolvimento de pesquisas e de projetos na área. “Nosso objetivo é desenvolver nos estudantes conhecimento, habilidades e atitudes voltadas para a conservação do meio ambiente”, explica. Fernando Madeira coordenou diversos projetos vinculados ao programa de Coleta e Beneficiamento Sustentável da Fava D´anta, de Revitalização da Bacia do Rio das Velhas e de Implantação de Unidades de Beneficiamento de Produtos Oriundos da Base Produtiva Local.
O coordenador do curso de Meio Ambiente da Utramig, professor Henrique Costa, ressalta que o Seminário também visa proporcionar um momento de integração entre os alunos, possibilitando o estudo e a socialização dos trabalhos desenvolvidos ao longo do semestre.

VOCÊ É NOSSO CONVIDADO!

PROGRAMAÇÃO
HORÁRIO
Dia 09/06
Terça-feira
Dia 10/06
Quarta-feira
Dia 13/06
Sábado
19h00
Palestra: “Água e Gestão de Bacias Hidrográficas”
Mediação: Vânia Fazito – Profa. UTRAMIG
Palestrante: Paulo Martins – Doutor em Ciências da Terra
Palestra: “Reaproveitamento de Resíduos Sólidos”
Mediação: Ronaldo Lima
Palestrante: Cláudio Cançado – Doutor em Ecologia e Recursos Naturais
19h50
Debates
Debates
20h10
Intervalo
Intervalo
20h20
Palestra: “Plantas Medicinais e Frutos do Cerrado”
Mediação: Juliceli M. de Oliveira – Prof. UTRAMIG
Palestrante: Fernando Madeira – Doutor em Engenharia de Materiais
Palestra: “Projetos Ambientais”
Mediação: Washingthon Henrique Costa – Prof. UTRAMIG
Palestrante: Eli Cézar – Pós Graduado em Recuperação de Áreas Degradadas
21h30
Debates
Debates
21h50
Oficina com o Tema Água
Oficina com o Tema Plantas
22h30
Encerramento
Encerramento
09h00
Oficina de Resíduos Sólidos – Ronaldo Lima

Descrição: https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

LEI 100: Funcionários não concursados da Educação poderão ficar nos cargos até dezembro, diz STF

Decisão, que atende pedido do governador Fernando Pimentel, foi tomada durante reunião do Supremo Tribunal Federal na quarta-feira, em Brasília


Em julgamento realizado na quarta-feira (20/5), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram adiar para o fim de dezembro o prazo máximo para substituição de funcionários não concursados da área de educação de Minas Gerais por servidores concursados.
A decisão atende a um pedido do governador Fernando Pimentel para modular uma sentença anterior do STF, que havia determinado, no ano passado, que a substituição ocorresse até abril deste ano. O pedido do governador teve, como objetivo, manter os funcionários nos cargos até o final de 2015. No recurso ao STF, ele pediu que o adiamento atendesse tanto para professores de nível médio quanto para os da educação básica, para evitar prejuízo aos alunos numa eventual troca durante o ano letivo.

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Helvécio Magalhães, comemorou a decisão do STF. “O governo de Minas Gerais recebeu com satisfação a decisão do Supremo de acatar o recurso. Foi uma vitória dos servidores atingidos pela Lei 100 e também do governador Pimentel, que se empenhou pessoalmente em conseguir o adiamento da decisão do próprio STF até dezembro. Isso dá ao governo tempo para analisar todas as questões individuais de tempo de serviço, promover as aposentadorias para quem já tiver tempo para se aposentar dentro das regras do STF”, frisou.

Ainda segundo Helvécio, a decisão tem outro aspecto positivo. “Teremos tempo para promover as nomeações dos novos concursos e de acertar com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), por meio de um grupo de trabalho, a transição dos servidores que não têm tempo completo de serviço. O governo vai continuar trabalhando firme para proteger os direitos de cada servidor”, garantiu.

Para o secretário de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais, Marco Antônio de Rezende Teixeira, o entendimento do STF reflete os esforços do Governo de Minas Gerais no sentido de amenizar os efeitos provocados pela inconstitucionalidade da Lei 100. “Os beneficiados diretos por esta decisão são o calendário escolar, os estudantes e, claro, os servidores mineiros. O calendário não precisará sofrer alterações bruscas, já que, até dezembro, os educadores permanecem em suas funções. Agora, vamos buscar as demais soluções possíveis quanto aos danos causados por essas efetivações frustradas”, afirmou.
O relator do caso no Supremo, o ministro Dias Toffoli, já havia votado favoravelmente ao pedido no fim de março. A decisão final ficou à espera do voto dos demais ministros, que acompanharam o relator por unanimidade na sessão desta quarta.
Em março de 2014, o plenário do Supremo decidiu que a chamada “Lei 100”, que efetivou servidores não concursados, era inconstitucional e determinou que os funcionários deixassem os cargos até 1º de abril de 2015. A decisão afetaria cerca de 80 mil servidores que hoje atuam no estado sem ter passado por concurso público.
Na decisão do ano passado, o STF deu ao estado um ano para a realização de concursos. O governo demonstrou que vem realizando diversos concursos para a substituição, mas nem todos foram concluídos.
Em seu voto, Toffoli reconheceu os esforços da administração em cumprir a sentença. “Nota-se que o governo do estado efetivamente tem envidado esforços no sentido de garantir o cumprimento da decisão, mas o enorme volume de cargos sujeitos a substituição e a complexidade dos trâmites a ela relacionados sinalizam para a inviabilidade de se proceder a todas as substituições até 1º de abril do corrente ano, quando teria fim o prazo de modulação”, destacou.
O ministro acrescentou ainda que as eleições do ano passado dificultaram a conclusão dos concursos, “o que certamente impactou os procedimentos voltados à regularização dos quadros funcionais abrangidos pelo artigo 7º da Lei Complementar estadual 100/2007”.


sexta-feira, 15 de maio de 2015

Liza Prado é aprovada pela Assembleia para presidenta da Utramig



Em sabatina nesta quinta-feira (14), ex-deputada anunciou compromisso com expansão dos trabalhos da instituição
O nome da ex-deputada Liza Prado para o cargo de presidenta da Fundação de Educação para o Trabalho do Estado de Minas Gerais (Utramig) recebeu parecer favorável da Comissão Especial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O parecer foi aprovado nesta quinta-feira (dia 14), logo após a realização de sabatina da indicada.
A relatora, deputada Ione Pinheiro (DEM), afirmou, em seu parecer, que a indicada, após a arguição pública, demonstrou conhecimento sobre a instituição, capacidade e comprometimento com os princípios da instituição. “Aos 50 anos, a Utramig está renascendo com sua presença”, elogiou a deputada. Ela se disse muito feliz com a indicação de Liza Prado e por seu compromisso com a inclusão social das pessoas com deficiência. “Não podemos fechar os olhos para essas pessoas. Nosso governador está de parabéns”, afirmou.
O presidente da comissão, deputado Celinho do Sinttrocel (PCdoB), indagou à ex-deputada sobre o pequeno número de prefeituras e instituições do movimento sindical que têm convênio com a Utramig. Ele quis saber se a instituição tinha alguma meta para mudar a situação. Liza Prado explicou que antes não havia qualquer convênio com as prefeituras e que os cinco atuais foram realizados já na nova gestão do Governo do Estado. Segundo ela, a proposta é regionalizar a atuação da instituição e atingir a meta de estabelecer parcerias com pelo menos 200 municípios para a realização de cursos técnicos.
O deputado Celinho do Sinttrocel também elogiou a indicação de Liza Prado e se disse confiante de que ela vai se colocar à disposição de todo o Estado. “Quem ganha é o povo mineiro”, afirmou.
Conhecido de Liza Prado desde sua atuação no movimento estudantil, o deputado Geraldo Pimenta (PCdoB) também teceu elogios à colega. “A Utramig ganha muito com sua presença e seu comando”, disse o parlamentar, ao ressaltar a ligação da ex-deputada com as causas sociais. “Estou convicto de que vai dialogar com todos os setores”.

FUNDAÇÃO UTRAMIG
A Utramig é uma instituição de direito público sem fins lucrativos, com autonomia jurídica, administrativa, financeira e pedagógica, vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Social (Sedese). Conta com 1.254 alunos nas três unidades: 638 em Belo Horizonte e 574 em Nova Lima (RMBH), além dos de Uberlândia. Desses, 590 são custeados pelo Pronatec, 459 são bolsistas e 205, mensalistas (que pagam pelos cursos).
A instituição oferece sete cursos técnicos: Análises Clínicas, Eletrônica, Informática, Enfermagem, Meio Ambiente, Segurança do Trabalho e Telecomunicações. Também oferece quatro cursos de licenciatura - Matemática, Química, Física e Biologia – e especialização em Instrumentação Cirúrgica e pós-graduação em Gestão Educacional, com ênfase em educação inclusiva e em mediação de conflitos em ambientes escolares. A partir de junho, a Utramig vai oferecer mais um curso técnico – em Recursos Humanos - e oferecer dois cursos de pós-graduação - em gestão educacional com ênfase em mediação de conflitos no ambiente escolar e em educação inclusiva.
Liza Prado explicou que o desafio da Utramig é expandir suas atividades para contribuir para a formação profissional e para a inclusão de pessoas com deficiência e mais pobres. A ex-deputada afirmou que a maioria dos estudantes que se formam no ensino médio sai da escola sem qualificação para o mercado de trabalho.
Um dos compromissos que ela assumiu é com a ampliação de parcerias para a realização de cursos. Já foram estabelecidas parcerias com empresas da iniciativa privada, como Vale, Unimed e Super Nosso. “Temos como atender as necessidades de qualquer município ou empresa”, afirmou. A indicada também anunciou uma parceria com a Fundação Caio Martins (Fucam) para um trabalho de qualificação de pessoas para o trabalho em TV e rádio.
Liza Prado completou que a Utramig já está estabelecendo parceria com o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) e procura sindicatos e centrais sindicais para avaliar a oferta de cursos profissionalizantes. “O grande desafio proposto pelo governador Fernando Pimentel é a inclusão das pessoas mais carentes”, disse a indicada.
Outra parceria estabelecida pela nova direção da Utramig é para a colocação de estagiários de enfermagem em instituições de Belo Horizonte. Para isso, foram firmados convênios com as prefeituras de Contagem e Ribeirão das Neves (RMBH) e com os hospitais da Baleia, Mater Dei, Vila da Serra e São Francisco, além do Laboratório Rojam.
A Utramig possui 261 servidores, dentre eles 86 professores. Para atender à expansão proposta, Liza Prado afirmou que haverá investimento na qualificação dos funcionários e na gestão da instituição. Também está prevista a criação de uma central de atendimento aos alunos.

Currículo – Bacharel em Direito com especialização em Direito Público e Direitos Difusos e Coletivos, Liza Prado iniciou sua vida política nos movimentos estudantis e eclesiais. Após quatro mandatos como vereadora em Uberlândia, em 2010 elegeu-se deputada estadual. De 2005 a 2008, esteve à frente da Superintendência do Procon de Uberlândia. Na Assembleia Legislativa, presidiu a Comissão de Defesa das Pessoas com Deficiência e foi efetiva da Comissão de Defesa do Consumidor.


quinta-feira, 14 de maio de 2015

PREFEITO DE LAGOA GRANDE VISITA UTRAMIG PARA QUALIFICAR PRODUTORES RURAIS


Prefeito de Lagoa Grande, no Noroeste de Minas, o médico Márcio Valeriano, mais conhecido na região como Doutor Márcio, visitou a Utramig para discutir a possibilidade de criação de cursos voltados para a qualificação de pequenos produtores e assentados do município. Um dos maiores produtores de leite per capta do Brasil, com 190 mil litros diários/9 mil habitantes, Lagoa Grande tem atualmente sete assentamentos baseados na agricultura familiar, onde se produz leite e grãos.

Alguns produtores já se destacam como empresários rurais, com uma fábrica de carvão vegetal e uma de farinha. Mas, falta a qualificação, especialmente na área de gestão empresarial, o que o prefeito busca por meio do know how da Utramig. A criação de cursos no município, que oferece toda a infraestrutura para abrigar uma parceria com a Fundação, já está sendo estudada pela diretoria. Acompanhado de seu assessor Franco Domingues, Doutor Márcio foi recebido na sede da Fundação pela presidenta, Liza Prado e pelos diretores Lindomar Gomes, Vera Victer e Tatiane de Paula e o assessor Antônio Lúcio (foto).  

quarta-feira, 13 de maio de 2015

UTRAMIG PROMOVE PALESTRAS EM HOMENAGEM AO DIA DO ENFERMEIRO




Doutora em Ortopedia, com mestrado em Reabilitação, a médica Tânia Clarete abriu o ciclo de palestras realizadas nesta terça-feira para homenagear os estudantes de Enfermagem da Utramig pelo Dia do Enfermeiro, comemorado em 12 de Maio. Professora da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, Tânia Clarete, que também é fisioterapeuta, abordou as mudanças no sistema de saúde do país e a importância das equipes multidisciplinares. As comemorações do Dia do Enfermeiro foram abertas pela presidenta Liza Prado e pelo diretor de Ensino e Pesquisa da Fundação, Lindomar Gomes. Liza anunciou a aquisição, por meio de parcerias, de novos equipamentos para os laboratórios de Enfermagem e de Análises Clínicas, e também a assinatura de convênios com vários hospitais da capital, entre eles o Hospital São Francisco e o Hospital da Baleia, que já estão oferecendo estágios para os alunos da Utramig.

Liza Prado inaugura "Sala de Convivência" na Utramig



A presidenta da Utramig, Liza Prado, promoveu uma comemoração direcionada às mulheres e mães da limpeza da Utramig, que batalham todos os dias por um ambiente mais limpo na instituição. Durante o encontro, foi inaugurada a “Sala de Convivência”, que era uma das reivindicações para que os servidores contassem com um espaço onde pudessem relaxar e aproveitar para promover uma maior interação com os colegas. Liza Prado, seguindo as diretrizes do Governo Fernando Pimentel, de “Ouvir para Governar”, atendeu prontamente o pedido de abertura do espaço, pois também compartilha com a ideia de que os servidores precisam de um lugar para alguns momentos de descanso para renovar as energias, além de promover a interação entre pessoas de outras áreas.

terça-feira, 12 de maio de 2015

UTRAMIG ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS TÉCNICOS GRATUITOS NA UNIDADE NOVA LIMA


A presidenta da Utramig, Liza Prado, assinou e publicou o edital de abertura de inscrições para os cursos técnicos gratuitos de Informática, Eletrônica, Segurança do Trabalho e Enfermagem, oferecidos pela Unidade Nova Lima, viabilizados a partir de convênio firmado com a Prefeitura do município.
As matrículas deverão ser realizadas no período de 1º a 30 de junho, exceto sábados, domingos e feriados, na Secretaria Escolar: Rua 32, nº 36, Bairro Osvaldo Barbosa Pena, das 14h às 20h. As aulas terão início no dia 27 de julho.
O candidato deverá comprovar a conclusão do Ensino Médio (Histórico Escolar – original e cópia) ou que esteja matriculado e frequente em uma das séries do Ensino Médio. Também será exigido título de eleitor (original e cópia) e comprovante de quitação eleitoral; carteira de identidade (original e cópia); CPF (original e cópia); três fotos (3 x 4); comprovante de residência atualizado (60 dias) e certidão de nascimento ou de casamento.
Os cursos técnicos têm a duração de um ano e meio, compreendidos em três etapas. Os alunos deverão obter a frequência mínima de 75% nas aulas em cada uma das etapas para receberem o certificado de conclusão do curso. Os cursos serão ofertados nos seguinte horários, de segunda-feira a sexta-feira:
- Manhã: de 7h 20 min às 11h 40 min      
- Tarde: de 13h 20 min às 17h 40 min
 - Noite: de18h 20 min às 22h 40 min
Eventualmente, os sábados poderão ser utilizados para compensação de carga horária.
O Estágio Curricular é obrigatório e deve ter a sua carga horária devidamente cumprida para que o aluno obtenha a certificação. Caso o número de matriculados por turma seja inferior a 25 alunos, a UTRAMIG se reserva no direito de estabelecer novo prazo para efetivação da matrícula ou poderá optar pela não abertura da turma. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada dos candidatos e, sendo necessário, serão distribuídas senhas para comparecimento posterior.
INFORMÁTICA: vagas: 25 tarde e 25 noite. Área de Atuação: Ênfase em programação com linguagens visuais e programação para Web. Desenvolvimento de Sistemas de Computadores, Suporte à rede de Computadores, Treinamento, Consultoria em Informática. Mercado de Trabalho: Órgãos Governamentais, Empresas Financeiras, Industriais e Comerciais que utilizem Recursos de Informática, Software House, Consultoria Técnica.
ELETRÔNICA: vagas: 25 manhã e 25 noite. Área de Atuação: Projetos e pesquisas em mecânica; produção, implementação e manutenção; eletromecânica; mecânica automotiva e assessoria técnica pertinente à área mecânica. Mercado de Trabalho: Indústrias mecânicas, siderúrgicas, automobilísticas, eletrônicas, ferroviárias, navais, concessionárias e similares, em setores de elaboração de projetos estruturais de equipamentos e máquinas, ferramentas e estruturas mecânicas.
SEGURANÇA DO TRABALHO: vagas: 25 tarde e 25 noite. Área de Atuação: Realizar programas de preservação da integridade física e mental, própria da equipe, face exposição a contaminantes ou qualquer agente nocivo que possam deteriorar o ambiente de trabalho, bem como em relação à utilização de equipamentos ou produtos perigosos que possam causar danos às pessoas. Mercado de Trabalho: As questões de saúde e segurança no trabalho são objetos de atenção contínua nos diversos segmentos industriais. Perfil Profissional de Conclusão: Identificar os determinantes e condicionantes do processo saúde-doença. Identificar a estrutura e organização do sistema de saúde do trabalho. Identificar funções e responsabilidades dos membros da equipe de trabalho. Realizar trabalho em equipe, correlacionando conhecimentos de várias disciplinas ou ciências, tendo em vista o caráter interdisciplinar da área. Aplicar princípios ergonômicos na realização do trabalho, interpretar e aplicar normas do exercício profissional e princípios éticos que regem a conduta do profissional de saúde. Realizar os primeiros socorros em situações de emergência.
ENFERMAGEM: vagas: 25 manhã, 25 tarde e 25 noite. Área de atuação: pode trabalhar em diversos tipos de Unidades de Saúde, em laboratórios de análises clínicas e em estabelecimentos sociais que integram profissionais da área. Podem atuar ainda em domicílios ambulatoriais de empresas, spas, asilos, creches, escolas e clubes. Trabalha sempre sob a supervisão do enfermeiro.
Fundação UTRAMIG
Vinculada à Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE) e com 50 anos de existência, a Fundação UTRAMIG atua na educação profissional, por meio de programas de qualificação. Oferece condições de acesso a estudos de diferentes níveis, mediante a realização de cursos de longa ou curta duração, visando à inserção no mercado de trabalho.


quinta-feira, 7 de maio de 2015

PARCERIA DA UTRAMIG COM A REDE MINAS VAI FORMAR TÉCNICOS DE RÁDIO E TV


Convênio assinado nesta semana vai qualificar profissionais para a era digital do mercado audiovisual
A presidenta da Utramig, Liza Prado, e o presidente da Rede Minas de Televisão, Israel do Vale, assinaram, nesta quarta-feira, convênio para formatar cursos técnicos dirigidos a emissoras de rádio e TV. O objetivo é ampliar a oferta de profissionais para toda a cadeia produtiva de rádios e TVs, já que a demanda do mercado cresce a cada dia. O convênio prevê também a abertura de estágios na emissora, para os alunos de informática, eletrônica e telecomunicação.
Durante a assinatura do convênio, Liza Prado abordou os desafios da moderna gestão governamental, centrada nas diretrizes do Governo Fernando Pimentel de ouvir para governar. “Nosso objetivo é embasar a teoria com a prática, formando profissionais aptos a atenderem a sociedade da era digital, num momento em que o pensamento audiovisual está sendo reorganizado”, destacou a presidenta.
O presidente da Rede Minas ressaltou a importância da iniciativa, principalmente com o direcionamento de cursos que qualifiquem o novo profissional que está chegando ao mercado audiovisual. “Vamos ampliar a oferta ao mercado de rádio e TV”, comemorou.
A grade dos novos cursos, que já começaram a ser formatados, foi apresentada pela professora Mônica Moreira, da Utramig, sob a supervisão do diretor de Ensino e Pesquisa da Fundação, Lindomar Gomes. Também participaram da assinatura do convênio o diretor de Jornalismo da Rede Minas, Túlio Ottoni; a diretora de Produção e Programação da emissora, Ana Brandão, o diretor de Marketing, Aldanny Rezende; o jornalista Antônio Achilis, ex-presidente da Rede Minas e que será o consultor destes novos cursos, e o assessor do Departamento de Ensino e Pesquisa, Antônio Lúcio.

Foto: Paulo Ribeiro/Ascom/Utramig
Antônio Lúcio, assessor do Departamento de Ensino e Pesquisa da Utramig; jornalista Antônio Achilis; a diretora de Produção e Programação da Rede Minas, Ana Brandão; presidente da Rede Minas de Televisão, Israel do Vale; Liza Prado, presidenta da Utramig, e o presidente da Rede Minas de Televisão, Israel do Vale; diretor de Ensino e Pesquisa da Utramig, Lindomar Gomes; diretor de Marketing da Rede Minas, Aldanny Rezende e o diretor de Jornalismo da emissora, Túlio Ottoni


Fundação UTRAMIG
Vinculada à Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (SEDESE), a Fundação UTRAMIG completa neste ano o seu cinquentenário educando para o trabalho, por meio de programas de qualificação. Oferece condições de acesso a estudos de diferentes níveis, mediante a realização de cursos de longa ou curta duração, visando à inserção no mercado de trabalho e à especialização de profissionais.